Para entendermos melhor a importância de um funil de vendas bem estruturado, imagine a seguinte situação: um empreendedor é desafiado a acertar um alvo de olhos vendados em um local em que jamais esteve antes.

Ele compra o melhor arco, com a curvatura e peso ideais e a flecha mais afiada do mercado. Está pronto para o desafio: bem munido com o que há de melhor em ferramentas e recursos. Aponta para frente, acreditando estar mirando na direção correta, afinal, não pode enxergar nada com os olhos tapados. Após o lance decisivo, retira as vendas para ver o resultado.

erros mais comuns no funil de vendas

O empreendedor da história passou longe do alvo. Mas, assim como no arco e flecha, não é preciso conhecer muito de estratégia de vendas para entender que, por mais caros e eficientes que sejam os recursos e ferramentas de marketing, de nada adianta o esforço se você não enxerga e conhece profundamente o público que pretende atingir e a sua jornada de compra.

Você não precisa atirar no escuro: um funil de vendas bem estruturado é capaz de orientá-lo na direção certa até os objetivos que traçou para a sua empresa. Para que a sua estratégia seja realmente eficaz, separamos 4 erros que você precisa evitar!

1. Usar a intuição para traçar o perfil do cliente

“Estou nesta área do mercado há muito tempo, sei bem o que esse nicho de clientes pensa e necessita”.

Está aí uma frase que deve ser cortada imediatamente do seu vocabulário. Por mais que você tenha grande domínio da área em que atua, alguns detalhes importantes sobre o seu público podem passar despercebidos.

Você sabe o que o seu cliente gosta de fazer nas horas vagas? Se costuma fazer exercícios físicos? Sabe exatamente em quais redes sociais, prioritariamente, o seu público está? Esses podem ser dados valiosíssimos para você e sua equipe de vendas. Portanto, programe uma pesquisa de persona o quanto antes!

2. Não segmentar o seu público

Às vezes, temos a errônea ideia de que quanto maior o público visitando nosso site, consumindo nossos conteúdos ou curtindo nossas páginas na web, maior é o número de vendas.

Nem sempre quantidade é qualidade e a premissa básica de um funil de vendas é filtrar o público que chega até você para que ele esteja segmentado segundo as especificidades do produto ou serviço que você oferece.

Quando você tenta atrair um público grande, sem segmentar suas campanhas e conteúdos, seus gastos em marketing aumentam e o faturamento, no final das contas, não acompanha a proporção.

Por isso, é importante conhecer a fundo o seu público e segmentar o seu marketing para atrair aqueles que realmente consumirão o produto ou serviço oferecido na sua empresa.

3. Não respeitar a hierarquia do funil de vendas

No funil de vendas, o cliente passa por etapas diferentes, que vão desde o interesse inicial até o momento da compra.

Se você tentar empurrar uma venda para um potencial cliente que ainda está no estágio inicial do funil de vendas, pode irritá-lo e perder, ali mesmo, alguém que poderia ser uma grande oportunidade de negócio.

Portanto, contenha a ansiedade! Respeite os estágios do funil para que o potencial cliente cumpra sua jornada de compra e seja abordado no momento mais apropriado.

4. Esquecer o cliente depois da venda

Não cometa esse erro! Clientes fiéis são tudo o que uma empresa precisa para se consolidar no mercado. Portanto, cuide deles no pós-venda, não só para que eles retornem e consumam novamente seu produto ou serviço, mas também para que indiquem a sua organização para outras pessoas.

Investir no relacionamento pós-venda é garantir o retorno dos clientes à sua empresa e, de quebra, ainda ganhar uma divulgação espontânea e gratuita dos seus serviços nas redes sociais e sites de indicações!

E aí? Está pronto para potencializar o seu funil de vendas? Para melhorar ainda mais a sua estratégia, não deixe de conferir o post sobre a importância de montar uma persona para o seu negócio!


Publico Digital

Publico Digital

Uma agência de Marketing Digital com foco em Inbound Marketing, especializada em atrair visitantes e convertê-los em leads e consumidores.


Deixe um comentário