A cultura pop nos ensinou que basta uma pequena mordida ou arranhão para que – TCHAM! Você é um zumbi. Algumas mordidas e arranhões depois, novos zumbis são criados. Mais um tempo e a viralização da infecção zumbi tomou uma cidade, um país, o mundo todo.

Tá, e daí? Para seu conteúdo se espalhar rapidamente, ele pode ser tratado como um apocalipse zumbi: sendo contagiante e transformando-se em viral.

como-viralizar-um-conteudo

No sentido mais comum, o viral é “aquela coisa” que todo mundo está falando no momento, vista milhões de vezes por bilhões de pessoas. Ele não tem época nem longevidade, ou seja, seu tempo não foi estabelecido no momento que surgiu. Outra maneira de fazer uma definição daquilo que é viral – especialmente para as marcas – é quando seu conteúdo é compartilhado diversas vezes por pessoas que estão relacionadas ao ambiente e identidade dessa marca. Não há um número específico que define se o conteúdo é viral ou não, e sim a resposta e a conversa das pessoas que estão ligadas à ele.

A pergunta que ainda não foi respondida é: o que faz um conteúdo ser viralizado? Não existe uma fórmula mágica da Coca-Cola que responda essa pergunta, mas existem ingredientes que podem fazer do seu conteúdo uma Pepsi e ter um alcance maior do que o normal.

E outra pergunta é: o que faz seu público compartilhar qualquer coisa? Ao planejar o conteúdo, é importante se basear nas razões das coisas que seu público compartilha. Abaixo, listamos algumas destas razões:

CONTEÚDO PROVOCATIVO

Tudo aquilo que incita uma resposta do leitor é provocativo. As emoções dos leitores é uma grande arma na mão dos criadores de conteúdo e pode criar linhas e mais linhas de conversas entre os usuários. Tudo isso, lógico, sem ser ofensivo.

GRANDES NOTÍCIAS

O conteúdo viral também é aquele conteúdo fresquinho, saído do forninho da Giovana. Por isso, é importante estar sempre informado e saber as últimas notícias do ramo da sua marca. Aquela frase “os últimos serão os primeiros” não deve ser aplicada aqui.

JU7-IRiY_400x400

SER SOCIÁVEL

Aquele que fala também precisa ouvir e responder. Não adianta você criar um conteúdo bacana se não estiver presente no momento que ele começa a ser comentado. A chance de suas mensagens serem vistas e espalhadas aumentam bastante!

FALAR A LINGUAGEM CERTA

Saber falar a linguagem do seu público é importante não somente para seu conteúdo viralizar, mas também para conseguir se relacionar e conversar na medida certa com ele. Por isso, é essencial a criação de personas – que apresentam os hábitos e interesses dos compradores.

SEJA VOCÊ MESMO

Para não virar um papagaio de pirata e ficar repetindo tudo que já existe, procure usar conteúdos originais e apresentar individualidade. Se você sabe o que está dizendo, então evite de copiar os outros.

dress

O VISUAL É IMPORTANTE

O visual do seu conteúdo é a primeira coisa que o olho do público vai reparar, por isso ele precisa chamar a atenção rapidamente e instigar a pessoa a querer saber mais e compreender a mensagem que está sendo passada. Lembre-se que você está competindo pela atenção do leitor ao seu feed de notícias, entre fotos de gatos fofinhos e discursos políticos sem fim.

Viu só? Um apocalipse zumbi, especialmente relacionado ao seu conteúdo, pode significar coisa boa também. Ah, quem quero enganar? Um apocalipse zumbi ia ser legal de qualquer forma.


Publico Digital

Publico Digital

Uma agência de Marketing Digital com foco em Inbound Marketing, especializada em atrair visitantes e convertê-los em leads e consumidores.


Deixe um comentário